Poucos homens conhecem a fundo seu problema de calvície

Poucos homens conhecem a fundo seu problema de calvície
Muitas das pessoa que tem o problema da alopecia androgenética nem mesmo conhecem a fundo como funciona essa herança e porque afeta o seu organismo. A estimativa é de que a calvície atinja 10% dos homens entre os 20 e os 30 anos e que cada 10 homens com menos de 70 anos.

Em termos da população brasileira, os calvos representam algo em torno de 42 milhões de pessoas, de acordo com dados da Sociedade Brasileira de Estudo do Cabelo. Mesmo assim são baixas as taxas daqueles que procuram soluções para a calvície além das gambiarras de gel e pentes finos para cobrir as falhas com o cabelo que ainda resta, sem contar nas perucas que nem sempre são as mais adequadas ou melhores colocadas e ficam nitidamente parecendo cabelo falso.


A culpa de tudo isso é do hormônio que torna os homens em homens: a testosterona. É que quando acontece a maturação dos órgãos genitais na puberdade e em outras fases da vida uma enzima torna esse hormônio mais potente e quem tem o fator genético da alopecia apresenta sensibilidade a esta substância chamada de diidrotestosterona, a sensibilidade causa a perda  gradativa dos fios principalmente no topo da cabeça , mantendo os da lateral.

Não se conhece cura para a calvície, mas são inúmeras as formas de tratamento. Tem gente que tenta de tudo e mesmo assim não tem sucesso, mas é que as técnicas melhores são que combatem naturalmente o problema, como a reeducação alimentar com alimentos que quebrem a enzima 5-alfa-redutase.  Mas antes de se chegar lá ainda é preciso chamar a atenção de muitos dos homens que nem mesmo voltaram sua atenção ao seu problema de queda de cabelo.


Alguns acham que não tem esperança de melhorias, outros já tentaram de tudo e vivem na frustração. Em ambos os casos é preciso ainda muita informação porque há sim chances de resgatar o cabelo e auto estima que foi embora com eles. 
Read More

O problema dos tratamentos contra a calvície

O problema dos tratamentos contra a calvície
Quem sofre da calvície sabe a dificuldade de encontrar na enormidade de produtos sendo vendido para queda de cabelo um que realmente traga resultados visíveis sem precisar intoxicar o corpo com uma enormidade de químicas e milhares de nutrientes e vitaminas que se dizem quase milagrosas. Em casos de alopecia androgenética - a maior causa da calvície entre homens e de grande parte em mulheres é preciso ter a noção de que somente a ação sobre o fortalecimento capilar não será suficiente para promover verdadeiras revoluções na aparência.

O erro das pessoas está em tentar o tratamento de formas anti-naturais. Prova disso é que os mais populares são inserções de cabelos ou então métodos que disfarçam as falhas no couro cabeludo. Veja os métodos populares de se combater a calvície:

Peeling Capilar:Um método que combate a descamação e oleosidade no couro cabeludo. Depois da limpeza o resultado do tratamento é de redução da inflamação decorrente da oleosidade.  No entanto a oleosidade não é o único problema por trás da queda capilar.



 Fotobioestimulação: São tratamentos a base de luzes LED em que o laser prolonga a vida dos fios. No entanto não fazem nada para que as falhas tenham retorno do cabelo que caiu
3 - Xampus especiais: xampus com todo o tipo de substância que combate a oleosidade e retira as toxinas do cabelo. São ótimos se combinados a outras técnicas mas sozinhos não tem capacidade de transformar nada.

- Finasteridas: suplementos com componentes químicos que eliminam a ação da enzina  5 alfa redutase que acelera a transformação da testosterona em DHT ( diidrotestosterona) que o couro cabeludo dos portadores da alopecia contém sensibilidade. A ação é eficaz porque atua na causa do problema, mas por se tratar de componentes químicos tem efeitos colaterais.


O único tratamento natural a venda no mercado hoje é o livro digital Vencendo a Calvície que ensina técnicas com base em alimentação adequada e outros hábitos como inibir a ação da enzima 5 alfa redutase naturalmente, sem riscos de efeitos colaterais ou ter que gastar muito dinheiro para isso. Entenda melhor como funciona o procedimento no site: http://www.contraquedadecabelo.com.br/vencendo-a-calvicie-de-vez/
Read More

A aranha e algumas curiosidades

A aranha e algumas curiosidades
Um dos animais mais curiosos da natureza é sem dúvida, as aranhas, que são os aracnídeos que tem de vários tamanhos, desde os menores até os mais grandes, que geralmente são peludos e venenosos.
As aranhas tem na parte frontal de seu corpo, presas que ficam na porção distal das quelíceras, utilizadas principalmente para a inoculação do veneno que produzem em suas glândulas na sua base.
Em uma família específica, a Uloboridae, elas perderam suas glândulas de veneno, onde matam suas presas apenas com o uso das sedas que produzem. As aranhas normais, possuem um canal do intestino muito estreito, devido a isso, elas só podem ingerir alimentos em forma líquida, é impedido que alimentos sólidos entrem naquele local. Devido a isso, elas tem que recorrer a uma digestão externa dos alimentos, o que, em maneira enzimática, a liquefacção vem antes da ingestão.
Na aranha existe dois tipos de sistema de digestão externa: a injeção de enzimas digestivas que vem do intestino médio da presa, sugando assim os tecidos que são digeridos, deixando apenas como rastro a carcaça da presa, ou também é possível que a aranha triture a presa, formando uma polpa do corpo, usando como forma de ingestão as quelíceras e a base dos pedipalpos, enquanto usa do ácidos enzimáticos para saturar a presa.

O estômago dessa espécie está localizado na área central de seu corpo, o cefalotórax, conhecido assim por abrigar a cabeça e a base corporal em uma mesma ligação, o que funciona como uma bomba, empurrando o alimento no organismo digestivo. A maioria das aranhas expelem um ácido úrico, em forma de material seco que é expelido pelo ânus, o que a tornam cada vez mais peculiar e esquisita.

E aí? Com esse texto já dá pra sonhar com aranhas andando ao seu redor da cama?
Read More